quinta-feira, 16 de abril de 2015

Anúncio


Eliana 

Vestido rendado
pelo tempo
procura alguém
disposto a conhecer
a alma dessa
exclusiva peça


                     Eliana Pichinine



Um dos meus poemas preferidos da safra de ótimos e inspirados poemas da autora de Retrós, livro já comentado por aqui na época do seu lançamento.


(In: PICHININE, Eliana- Retrós. Ed Multifoco, 2011, p.34)


4 comentários:

  1. Respostas
    1. É verdade, Janu.

      Essa menina realmente arrebenta!

      Excluir
  2. A Eliana já é minha parceira (poema a dois ou poemas a partir da leitura dos poemas dela). Temos feito leitura mútua.

    Ela é de casa!

    Da casa poética onde habitam amigos que cantam e conversam, que sonham e constroem protótipos de novos mundos.

    Na varanda, onde ficamos a contemplar palavras esvoaçantes, há redes e tamboretes, há uma mesa num canto, papel e lápis.

    Estamos, ali, a um passo da casa do coração e do mundo, lá fora. Tudo ao alcance da canção!

    Entrelaçados à vida, nos confortamos, nos aconchegamos e seguimos juntos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso sim é poesia da boa! Já sabia dessa parceria.

      Tenho acompanhado vocês. Fico feliz por, de certo modo, tê-los apresentados um ao outro.

      Já compus poemas tb inspirado nos poemas dela, quando não o fiz por sua encomenda. Uma certa vez me chamou para o seu sarau. Tentei fugir, disse que não tinha muitos, apenas uns três ou quatro que valeriam a pena. Disse que não estava inspirado para escrever (às vezes tenho preguiça). Pois bem, ela insistiu e eu fiz uma série de uns oito poemas e voltei a me inspirar. Trabalhar sob encomenda tb é forma boa de produção. Qq hora lhe aponto essa produção. Tá tudo registrado no blog. A propósito, vc viu o link para o pequeno texto que escrevi à época do lançamento do seu livro Retrós? Tá nesse post do "Anúncio".

      Excluir